Postado em 09 de Maio às 17h27

Sábado D para o Dia das Mães deve movimentar o comércio chapecoense

Pesquisa mostra que 65% dos consumidores recorrerão ao pagamento à vista 

Texto: Paula Fernanda Taffarel Benetti*

            Considerada pelos lojistas como a segunda principal data para o faturamento de vendas no comércio, o Dia das Mães deve atrair 78% dos consumidores que eventualmente vão às compras durante os dias que antecedem a comemoração. Com o objetivo de ofertar horários diferenciados aos consumidores, a Câmera de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL) promove neste sábado (11), o “Dia D”, com horário livre de atendimento no comércio.
            Pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que, no ano passado apenas 19% dos consumidores acreditavam que iriam gastar mais com os presentes e agora, em 2019, o dado passou para 26% dos entrevistados. O estudo ainda mostra que outros 41% devem gastar a mesma quantia que em 2018, enquanto 24% planejam gastar menos.
            A auxiliar financeira de uma loja de Chapecó Katrine Maciel observa que mesmo com o setor da economia instável, o comércio tem maior movimentação econômica durante o mês de maio. “A procura por presentes aumenta neste período, bem como a pesquisa de preço e condições de pagamento que influenciam na hora de adquirir o produto”. Ela ainda ressalta que os consumidores sentem-se retraídos e muitas vezes esperam pelas promoções que ocorrem após o Dia das Mães.
            Para quem opta pela pesquisa de preço pode encontrar diferença de valores. Como foi o caso da Karine Civa que para presentear a mãe pesquisou em várias lojas e observou diferença de valores entre os estabelecimentos. “Em comparação ao ano passado os valores apresentam pouca diferença, mas em alguns locais ainda podemos encontrar preços mais acessíveis”, comenta.
            Entre os que gastarão mais, a maior parte (56%) alega que comprará um presente melhor para a mãe. Já 22% justificam o gasto elevado devido o aumento dos preços dos produtos e 18% comprarão mais presentes, o que resulta em um gasto maior no fim da compra.
COMÉRCIO EM ALTA
O presidente da CDL Chapecó Clóvis Afonso Spohr destaca que para o Dia das Mães as expectativas do setor estão otimistas. “Em Chapecó acreditamos que o crescimento possa ser entre 5% e 10% em relação ao ano passado”, observa.

*Estagiária sob supervisão de Silvania Cuochinski

Veja também

Voltar para (Blog)