Postado em 06 de Julho às 17h33

Iniciativa contribui com a expansão das empresas no mercado externo

“Para a empresa ser mais competitiva é necessário olhar o mercado e identificar o que outras organizações do mesmo segmento estão fazendo; compreender o posicionamento de corporações similares que atuam no mercado exterior e aprender a vislumbrar oportunidades”, explicou o gerente de internacionalização do Sebrae/SC, Filipe Gallotti, nesta semana, durante o Webinar SC + Global [Go To Market].
Com a temática “Desafios X Oportunidades da Internacionalização”, Gallotti explanou sobre o processo de internacionalização como importação, exportação, investimento direto e indireto, mas também com foco em competitividade de uma empresa e seu posicionamento de maneira global. Apresentou, ainda, o programa Go TO Market – Programa do Sebrae/SC para internacionalização de micro e pequenas empresas, que visa fortalecer a corrente internacional, seja na importação ou exportação, e desenvolver a competitividade das micro e pequenas empresas de forma sustentável, aumentando a rentabilidade.
Pelo programa, segundo Gallotti, será trabalhada a temática de internacionalização por meio de capacitações, consultorias especializadas e qualificação para as empresas. “O mercado está sofrendo mudanças e existem várias oportunidades para crescimento dos negócios, por isso defendemos que as empresas preparadas sempre sairão na frente das demais”, argumentou.
O programa terá duração de 12 meses. Iniciou no dia 3 de junho de 2020 e os encontros são gravados, o que permite que a inscrição seja feita a qualquer momento por parte do empresário interessado. Está dividido em: avaliação de maturidade (três aplicações: início, meio e ao final), plano de ação, webinars sobre internacionalização e competitividade (12 edições), palestras (8 edições), lives de intercâmbio de experiência (6 edições) e workshops (6 edições). O investimento é de R$ 1,2 mil, com pagamento em até 12 parcelas. No total serão 30 encontros virtuais, que ocorrem das 8h às 9 horas em datas pré-definidas e disponíveis na landing page (sebrae.sc/scmaisglobal).
Outras soluções disponíveis que podem ser solicitadas conforme demanda são Sebraetec – Consultoria de Tecnologia e Inovação, consultoria especializada, inteligência de mercado, soluções de mercado e missões internacionais. Para esses casos o programa tem a possibilidade de subsidiar até 70% dos custos e o empresário paga 30% do investimento.  
A realização é do Sebrae/SC, com co-realização da FIESC e com os demais parceiros do Programa Go To Market: ACATE, ACATS, FACISC, FAESC, FAMPESC, FCDL, FECOMÉRCIO e Governo do Estado em nome da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e da Secretaria de Articulações Internacionais. “A intenção com essas parcerias é criar um ecossistema estadual que se preocupe com a temática de maneira unificada e com linguagem padronizada, para aproveitar o que cada entidade tem de melhor, ou seja, conhecimento específico que pode ser direcionado para todos e com conteúdo relevante aos empresários”, enaltece o gerente de internacionalização do Sebrae/SC.   
“O empresariado tem condição para se reinventar, fortalecer seu posicionamento no mercado brasileiro e traçar novos voos, esse é o intuito do programa”, complementa Gallotti ao antecipar a parceria com a Embaixada dos Estados Unidos. Todos os inscritos terão à disposição um curso sobre negócios e empreendedorismo com o diferencial de contar com um professor nativo americano que fará o acompanhamento dos empresários.
Mais informações sobre a iniciativa pelo link sebrae.sc/scmaisglobal.
WEBINAR
A iniciativa do webinar foi uma realização do Sebrae/SC, correalização da FIESC, com apoio regional da ACIC (Chapecó), ACIC (Concórdia), Núcleo Comex, ACIX (Xanxerê), ACIS (Seara), ACITA (Itá), ACISLO (São Lourenço do Oeste) e apoio estadual da ACATE, ACATS, FACISC, FAESC, FAMPESC, FCDL e Fecomércio.

Veja também

Programa Negócio a Negócio inicia nesta segunda-feira no Oeste03/05/19 Iniciativa tem como foco o diagnóstico e a elaboração de um plano de ação com sugestões de melhorias por meio de visitas dos agentes de orientação empresarial. Na região, as atividades......

Voltar para (Blog)