Postado em 03 de Junho de 2019 às 17h20

Acreditação: gestão com clareza do negócio

A Governança Clínica é um dos pilares da Acreditação Internacional Canadense (Qmentum)e, para evidenciá-la, faz-se necessário um modelo claro e operante de gestão, com papéis e responsabilidades definidas para a entrega dos resultados estratégicos. A Cooperativa Médica de Chapecó iniciou o processo de acreditação internacional em 2017 e, desde então, começou a revisar seu modelo de gestão, instituindo um programa de desenvolvimento individual, coletivo e de liderança. Tal modelo abrange toda a entidade, do presidente aos cooperados e colaboradores.
Através da empresa Light Source, com sua consultora Leia Wessling, foi proposto uma expansão no modelo de gestão por competências com foco na perenidade do negócio. “O modelo atual de gestão da Unimed Chapecó, está direcionado ao Gestão por Competências, porém, com foco inicial nos coordenadores e colaboradores. Nesta nova fase, estamos ampliando o foco para cooperados, principalmente os que exercem cargos diretivos, de liderança ou coordenação”, explica Dr. Rovani José Rinaldi Camargo, diretor da área de Gestão de Pessoas. Para implantação desse formato mais abrangente, a consultora esteve in loco em três diferentes momentos.
Após a realização da análise, feita em conjunto com a equipe de projetos, diretoria e gerência, foram aprovadas as competências a serem trabalhadas. Leia explica que “o trabalho teve como foco o mapeamento das competências do negócio e da gestão na Unimed Chapecó”. O modelo de gestão por competências, segundo ela, permite uma visão sistêmica da organização, pois busca informações internas e externas para identificar aquilo que torna o negócio único e diferenciado - as competências essenciais.
“Houve um claro e amplo envolvimento neste trabalho. Conversamos com diretores, cooperados, clientes e colaboradores, que contribuíram na construção do modelo. E este é o espírito deste trabalho. Traz clareza, assertividade e desenvolvimento para toda a organização, impactando, principalmente, nos resultados da cooperativa e na satisfação dos clientes”, pontua Leia. 
Outro aspecto apontado pelo Qmentum é a clareza com que o plano de sucessão é desenvolvido, o mapeamento de potenciais sucessores e as medidas de educação que permitam a evolução dos cooperados e colaboradores com anseio de ascender na gestão da cooperativa. Nesse sentido, a Unimed Chapecó revisará seu organograma para dar conta das estratégias organizacionais e, assim, identificar as posições chaves para avaliação da capacidade sucessória existente na Organização.
As competências
A partir desta nova estapa modelo de alta gestão, a Unimed Chapecó passa a avaliar três competências humanas, que são aquelas vinculadas às pessoas e ao negócio. É o que permite um maior fit cultural, que são: Comunicação, Resolutividade e Intercooperação. Já as competências funcionais são aquelas que orientam a carreira dentro da Unimed, pois, organizam por nível de responsabilidade e complexidade dos cargos.
Texto Andressa Recchia/Unimed Chapecó 

Veja também

Pujança da região sul será destaque no Interleite 201903/05/19 O sul do Brasil produz mais leite do que a Argentina. A produção dessa região duplicou de 2000 para cá e o leite tornou-se uma atividade essencial na maioria dos estabelecimentos rurais. É possível reeditar esse crescimento? Esse tema estará em debate no Interleite Sul 2019 – programado para os dias 8 e 9 de maio, no Centro de Cultura e Eventos Plínio......
Programa do Senar/SC qualifica soldados da aeronáutica14/05/19 Com o objetivo de desenvolver competências empreendedoras e preparar líderes para ações sociais, políticas e econômicas sustentáveis no agronegócio, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural......

Voltar para (Blog)