Postado em 31 de Maio às 17h50

Programa Cidade Empreendedora intensifica ações para abertura da Sala do Empreendedor em Caibi

Caibi está entre os municípios do Extremo Oeste catarinense que aderiu ao Programa Cidade Empreendedora neste ano. Desde o lançamento, realizado em março, várias ações estão em andamento com o objetivo de implementar políticas públicas de desenvolvimento que promoverão a transformação local. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Prefeitura e o Sebrae/SC e tem duração de dois anos.
Entre as atividades em evidência no mês de maio esteve o encontro com o consultor Marcelo Donati que iniciou os trabalhos do eixo Compras Governamentais, o que possibilitou a organização da agenda e preparação da equipe que trabalha nessa área sobre as principais mudanças, o que é previsto em LEI e estratégias para aumentar as compras dentro do município. “Trata-se de algo que será impactante e significativo para Caibi”, observa a diretora de Desenvolvimento Econômico e Turismo e responsável local pelo projeto, Claudia Rigotti Biasi.
Segundo ela, outro encaminhamento importante foi o segundo encontro com a consultora credenciada ao Sebrae/SC, Simone Grobe, que tratou sobre o andamento das ações para a abertura da Sala do Empreendedor e sobre a primeira agenda de reuniões que trabalhará com o grupo das doceiras e artesanato com abordagem para a questão da abertura do microempreendedor individual (MEI), destacando os benefícios da formalização. “Avançamos bastante e, com o posicionamento de que a partir do próximo mês teremos a Sala do Empreendedor funcionando, criamos uma nova expectativa de conhecer um pouco mais sobre o que será o Cidade Empreendedora e de que forma ele veio ao município para auxiliar e fazer com que todos compartilhem conosco dessa oportunidade de planejar Caibi para os próximos anos”, comenta Claudia.
O Programa
Elaborado e desenvolvido pelo Sebrae/SC, o programa permite que os municípios instituam estratégias e avancem em ações práticas que visem apoiar e fomentar o desenvolvimento econômico local. Para isso, é feita a implantação de soluções de impacto nos eixos de desburocratização, lideranças, sala do empreendedor, compras públicas, educação empreendedora, estudos e pesquisas, planejamento estratégico da gestão municipal, gestão de projetos e plano de desenvolvimento econômico.

Veja também

CDL Chapecó: 50 anos atuando em favor do comércio lojista24/04 Cinco décadas se passaram desde que o empresário Oclides Antônio Cansian teve a missão de fundar e presidir o Clube de Dirigentes Lojistas de Chapecó, em abril de 1969. A entidade, que em 1994 passou a denominar-se......
Greve dos caminhoneiros: 1 ano depois08/05 Por José Zeferino Pedrozo - Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC)...

Voltar para (Blog)