Postado em 24 de Maio às 17h29

Equipe do Peru se qualifica no SENAI Chapecó para implantação de provedor de ensaios de proficiência

Profissionais do Organismo Nacional de Sanidad Pesquera do Peru (Sanipes) conhecem normas e preparo de materiais

O coordenador e responsável técnico do programa de proficiência do Organismo Nacional de Sanidad Pesquera do Peru (Sanipes), biólogo Christian Miguel Rebatta Quintanilla, e o analista de proficiência e biólogo Eduard Villalobos Infante, estão em Chapecó até o dia 31 deste mês para uma capacitação sobre normas e gestão para a acreditação de um Provedor de Ensaio de Proficiência (PEP) no Peru. O trabalho está sendo realizado com acompanhamento da coordenadora e responsável do PEP do SENAI Chapecó, Joseane Cristina Bassani, responsável da qualidade, Deisy Maria Memlak, e responsável de microbiologia, Adriana Baltassare, além da tradutora Natalia Bermudez.
A intenção é levar o modelo do provedor do SENAI para o Peru. Christian Rebatta observou que na América do Sul existem poucos laboratórios acreditados pela NBR ISO/IEC 17043:2011. “Em relação à microbiologia, o SENAI possui mais experiência e alguns laboratórios do Peru já trabalharam com a instituição. O nosso alinhamento para acreditação possivelmente será com as normas do Inmetro, utilizadas também pelo SENAI, e isso facilita e encurta prazos”.
O trabalho iniciou na segunda-feira (20) e, de acordo com o coordenador, todas as dúvidas sobre a norma técnica estão sendo esclarecidas. “Além disso, o SENAI está compartilhando sua experiência de sucesso, o que é muito importante para aprendermos mais e levarmos como exemplo para o Peru”. O Sanipes está trabalhando na implementação do provedor e na sua acreditação. A próxima fase será uma auditoria interna no Peru para avaliar, principalmente, os requisitos técnicos e de gestão da norma NBR ISO/IEC 17043:2011.
O Sanipes é um órgão técnico especializado, vinculado ao Ministério da Produção do Peru, responsável pela regulamentação, supervisão e fiscalização da saúde e segurança em toda a cadeia produtiva de recursos e produtos da pesca e da aquicultura, bem como alimentos para animais, aditivos e produtos veterinários destinados à aquicultura. O órgão participa em todas as fases da cadeia produtiva para que se cumpra a norma sanitária, assegurando a qualidade dos produtos para o consumidor final.
PROVEDOR DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA
Programas de ensaios de proficiência são utilizados mundialmente como um dos mecanismos de controle de qualidade laboratorial. De acordo com a coordenadora e responsável técnica do provedor de Chapecó, Joseane Bassani, bons resultados nesses programas garantem maior confiabilidade para os clientes e desempenham um importante papel no reconhecimento do laboratório pelos organismos credenciadores ou certificadores.
O SENAI/SC possui dois provedores de ensaios de proficiência: o PEP SENAI/SC LANAL, em Chapecó, que atua nas áreas microbiológicas e físico-químicas de alimentos, ração animal, cosméticos, águas, efluentes e bebidas; e o PEP SENAI/SC LANAE, em Blumenau, que atua nas áreas físico-químicas de águas, efluentes, qualidade do ar e têxtil.
A consultora do Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos e Bebidas, Gabrielle Chiarani, explica que esse trabalho é fundamental para comprovar que os ensaios feitos em laboratórios, sejam eles de prestação de serviços ou laboratórios internos de indústrias, estão corretos e são de qualidade. “Os laboratórios das indústrias de alimentos e bebidas, por exemplo, realizam uma série de análises para obter informações sobre características como composição, valores nutricionais, propriedades físico-químicas e microbiológicas. As análises para controle de qualidade dos alimentos e bebidas servem principalmente para ter a certeza de que os produtos atendem a requisitos de legislação e são seguros para o consumo”.
Atualmente, o PEP SENAI/SC LANAL do IST Alimentos e Bebidas oferece 180 parâmetros distribuídos em 22 matrizes para a área microbiológica e 153 parâmetros distribuídos em 30 matrizes para a área físico-química de alimentos, ração animal, cosméticos, águas, efluentes e bebidas. Atendeu, em 2018, 282 clientes, sendo 18 internacionais distribuídos em nove países (Paraguai, Colômbia, El Salvador, Bolívia, Angola, Nicarágua, Argentina, Peru e Panamá).
Desde de 2011 o PEP SENAI/SC LANAL é acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE), do Inmetro, de acordo com os requisitos da norma ABNT NBR ISO/IEC 17043:2011 e possui Habilitação REBLAS da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), além disso os laboratórios de prestação de serviços do Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos e Bebidas possuem credenciamento no MAPA.

Veja também

CDL Jovem realiza visita técnica ao Grupo Eko’726/07 Conhecer de perto o sucesso do trabalho do Grupo Eko’7 e trocar experiências foram objetivos da visita técnica realizada por 21 integrantes da CDL Jovem Chapecó, nesta semana, à sede da empresa. Os jovens foram recebidos pelo diretor Paulo Souza. Referência em todo o Brasil no segmento de produtos ergonomicamente corretos, a empresa é reconhecida pelo seu caráter......
Rota do milho: solução a caminho02/07 Por José Zeferino Pedrozo - Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc) e do Conselho de Administração do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC)...
AURORA: 50 ANOS - A soma de todos nós09/04 Por Mário Lanznaster - Presidente da Cooperativa Central AURORA ALIMENTOS e vice-presidente para o agronegócio da FIESC...

Voltar para (Blog)