Postado em 03 de Maio às 17h08

Pujança da região sul será destaque no Interleite 2019

O sul do Brasil produz mais leite do que a Argentina. A produção dessa região duplicou de 2000 para cá e o leite tornou-se uma atividade essencial na maioria dos estabelecimentos rurais. É possível reeditar esse crescimento? Esse tema estará em debate no Interleite Sul 2019 – programado para os dias 8 e 9 de maio, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês, em Chapecó – considerado o mais qualificado e respeitado seminário técnico e mercadológico do setor, no Brasil.
De 2000 a 2017, o Sul do Brasil teve um crescimento fenomenal, tornando-se a maior região produtora, passando o Sudeste, que tem em Minas Gerais o maior Estado produtor de leite do País. O Sul cresceu a uma média de 6,0% ao ano, contra 3,2% do Brasil. Retirando o Sul, as demais regiões cresceram apenas 2,2% ao ano. O Sul, portanto, não só cresceu quase 3 vezes mais do que o restante do Brasil, como foi responsável por quase 52% do acréscimo da produção do País no período.
            Comparado com a Argentina, os dados são igualmente impressionantes. De 2000 a 2017, a Argentina cresceu apenas 303 milhões de litros, ao passo que o Sul acrescentou mais de 7 bilhões de litros, ou 23 vezes mais. Hoje, o Sul produz 12 bilhões de litros/ano, contra 10,1 bilhões da Argentina. No ano 2000, a Argentina produzia quase a mesma coisa – 9,8 bilhões – ao passo que o Sul produzia somente 4,9 bilhões.
“O Sul é a nova Argentina, exportando seu leite para o restante do País”, observa oCEO da AgriPoint Marcelo Pereira de Carvalho. “A pergunta que fica, porém, é até que ponto esse sucesso será continuado. É possível manter taxa semelhante de crescimento para os próximos anos? Esta é a pergunta de fundo do Interleite Sul 2019”.
            São várias as razões para esse fenômeno, como a base genética construída ao longo dos anos; a estrutura fundiária baseada em pequenas propriedades; a tradição com produção animal, vinda da avicultura e suinocultura integradas; as questões culturais e forte ligação com a atividade; a presença de cooperativas e a organização social da região. Enquanto o crescimento nas demais regiões é muito mais fruto do empreendedorismo individual, no Sul o avanço é realmente coletivo.
– “Há espaço para crescimento, mas não sem desafios. O primeiro deles é a sucessão familiar. Propriedades pequenas evidentemente têm um limite, ainda que muito bem exploradas. Outro ponto relacionado à sucessão familiar é o investimento em automação. Já são quase uma centena de robôs instalados no País, a maioria no Sul. A ordenha robótica permite melhor qualidade de vida, contribui para a questão da falta de mão de obra e para o interesse dos herdeiros em permanecer, mas também incorre em comprometimentos financeiros. Não é uma solução para todos. A estruturação de condomínios de produção e projetos iniciais de integração sugerem que o crescimento pode vir de novas formas de associação e de otimização de custos”, destaca Marcelo. 
PROGRAMA E INSCRIÇÃO
Os principais painéis do Interleite Sul 2019 abordarão os temas Economia e Mercado; Estratégias de Negócio para Viabilizar o Produtor de Leite Familiar; obtendo o Máximo da Produção de Silagem; Otimizando o Investimento na Propriedade Leiteira Para Ganhar Dinheiro; Conforto e Bem-Estar Animal e Um Olhar Sobre o Novo. Também estarão em pauta temas como automação e robótica, terceirização de atividades, otimização de investimentos.
O site Interleite Sul traz a programação completa e o canal para inscrição.


A programação completa do Interleite 2019:
 
PRIMEIRO DIA 08 DE MAIO
08:00 - Inscrições e café da manhã
09:30 – Abertura
PAINEL 1: ECONOMIA E MERCADO
10:00 - Apresentação do painel
10:05 - Tendências de curto e médio prazo para o setor leiteiro no Brasil
Painelista: Valter Galan, MilkPoint Mercado.
10:30 - Leite 4.0: o que virá pela frente e que você precisa saber
Painelista: Laerte Cassoli, EsalqLab.
11:00- Efeitos da adoção de tecnologia na dinâmica dos produtores de leite no Brasil
Painelista: André Rozemberg Peixoto Simões, UEMS.
11:30 - O que o consumidor pensa sobre o leite? Entendendo o comportamento do nosso cliente
Painelista: Bárbara Bernardes, Fazenda Casa do Leite, Lagoa da Prata - MG.
12:00 - Debate/Perguntas
12:30 - Almoço e Networking

PAINEL 2: ESTRATÉGIAS DE NEGÓCIO PARA VIABILIZAR O PRODUTOR DE LEITE FAMILIAR
APOIO: DELAVAL
14:00 - Apresentação do painel
14:10- Desafios e oportunidades para o produtor de leite familiar: exemplos aplicados de sucesso
Painelista: Wagner Beskow, Transpondo e Odirlei Bombana, produtor.
14:50- O que mudou na minha propriedade com o uso da ordenha robótica?
Painelista:Tiago Michelon, Granja Michelon, Vespasiano Correa - RS.
15:10 - Espaço DeLaval
15:20- Gerenciando a propriedade familiar como um negócio
Painelista: Junior Freschi, produtor de leite, Galvão - SC.
15:40 - Debate/Perguntas
16:00 - Milk break e networking
 
PAINEL 3: ESPECIALIZAÇÃO COM TECNOLOGIA, GESTÃO E TERCEIRIZAÇÃO
APOIO:  PIONER E DUPOINT
16:30 - Apresentação do painel
16:40 - O que os melhores produtores de silagem estão fazendo? Aplicando os conceitos técnicos na prática para desempenho superior
Painelista: Igor Quirrenback de Carvalho, pesquisador da G12AAGRO, Guarapuava – PR.
17:20 - Obtendo resultados de excelência na produção familiar
Painelista: Mariele Stockler, Sítio São Sebastião, Castro - PR.
17:40 - Aspectos Importantes e Avanços Tecnológicos para Produção de Silagem de Milho com Volume e Qualidade
Painelista: Robson Fernando de Paula, gerente técnico, Pioneer.
17:50 - Sítio Ipê – A Evolução através do tempo e do conhecimento
Painelista: Anildo José Surdi, produtor de leite, Erval Velho – SC.
18:10 - Debate/Perguntas
18:30 - Término do primeiro dia

SEGUNDO DIA 09 DE MAIO
 
PAINEL 4: OTIMIZANDO O INVESTIMENTO NA PROPRIEDADE LEITEIRA PARA GANHAR DINHEIRO
08:20 -Apresentação do painel
08:30 -Como investir com resultado econômico no leite?
Painelista: Juliano Alarcon, “Dr. Pastagem”, Francisco Beltrão - PR.
09:10 -Implantando o compost barn com sucesso
Painelista: Élido José Ortigara, produtor de leite em Taquaruçu do Sul - RS.
09:30 -Espaço patrocinador
09:40 -De 90 para 800 litros com pastagens melhoradas
Painelista: Idemar Dalberto, produtor de leite em Nova Prata do Iguaçu - PR.
10:00 - Debate/Perguntas
10:30 -Milk break e networking

PAINEL 5: CONFORTO E BEM-ESTAR ANIMAL: É HORA DE PRESTAR ATENÇÃO!
11:00 -Apresentação do painel
11:10 -Bem-estar animal na prática da sua propriedade
Painelista: Lívia Carolina Magalhães Silva, Consultora em bem-estar animal, Uberaba - MG.
11:50 -Espaço patrocinador
12:00 -Bem-estar animal e resultados na produção e rentabilidade da propriedade
Painelista: Douglas Erig, Fazenda Agropecuária Silva Erig, Victor Graeff – RS.
12:20 -Aplicação de tecnologia para maximizar o resultado na propriedade leiteira
Painelista: Marjori Ghellar, Fazenda Bom Sucesso, São Marcos - RS.
12:40 -Debate/Perguntas
13:00 - Almoço e networking
 
PAINEL 6: UM OLHAR SOBRE O NOVO
APOIO:  CLAAS
14:30 - O Projeto Terra do Leite – somando esforços e competências para a produção profissional de leite
Painelista: José Rezende, São Gotardo - MG.
15:00 - Espaço Claas
15:10 - O leite como negócio: o projeto da Sapé Agropastoril
Painelista: Artur Henrique Leite Falcette, Diretor Executivo da Sapé Agro.
15:40 - Copacol: integração como forma de viabilização do produtor familiar e da agroindústria láctea
Emerson De Bastiani, Copacol, Cafelândia – PR.
16:10 - Um raio X dos novos investimentos no setor lácteo: quais são, características, localização e o racional que norteia os projetos
Painelista: Marcelo Pereira de Carvalho, CEO da AgriPoint.
16:40 - Debate/Perguntas
17:00 - Encerramento

Veja também

Confirmado para agosto o 12º Encontro da Imprensa Catarinense26/03 O 12O ENCONTRO DA IMPRENSA CATARINENSE, considerado o maior evento da comunicação barriga-verde, está confirmado para o dia 03 de agosto de 2019, sábado, na sede Social da CDL, em Chapecó. A comunicação foi feita pelo presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI) Ademir Arnon e pelo coordenador do evento e diretor regional Marcos A. Bedin. O......
NOTA OFICIAL: CANCELAMENTO DO EVENTO DIA DE COOPERAR EM FLORIANÓPOLIS05/07 O SESCOOP/SC (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo) informa que, infelizmente, devido às condições climáticas previstas para esta sexta-feira e sábado, o evento Dia de Cooperar - Dia C, que aconteceria......

Voltar para (Blog)