Postado em 03 de Dezembro de 2019 às 16h59

Planejamento estratégico potencializa o turismo em Maravilha

Reconhecimento dos atrativos e dos potenciais turísticos, elaboração do inventário do setor e definição e avaliação dos eixos prioritários para o desenvolvimento de Maravilha, no Oeste catarinense. Essas foram as etapas realizadas até o momento para a elaboração do Plano Estratégico do Turismo, ação que integra o Programa Cidade Empreendedora, desenvolvido pela Administração Municipal e pelo Sebrae/SC.
A construção do planejamento é feita com a contribuição do Conselho Municipal de Turismo, servidores municipais, empresários, produtores rurais, artesãos, artistas e representantes de entidades locais. O trabalho prossegue com a realização de seminários até maio do próximo ano, pois a meta é finalizar o estudo e entregá-lo em junho de 2020.
De acordo com a consultora credenciada ao Sebrae/SC, Silvia Nowalski, a primeira atividade correspondeu ao reconhecimento do destino Maravilha, para conhecer a oferta disponibilizada atualmente, tanto em termos de atrativos (o que existe e é consolidado) quanto em potenciais (tudo o que poderá ser ou que será transformado em um produto turístico). “Percorremos as comunidades de interior, as áreas industriais, os atrativos culturais e naturais, além de conversarmos com os moradores e conheceremos os projetos desenvolvimentos pelo poder público”, explica Silvia.
Após o reconhecimento do destino iniciou-se a elaboração do inventário, um instrumento tático que será constantemente atualizado. Nele consta a relação dos equipamentos (hotéis, pousadas, bares e restaurantes), dos serviços (empresas de transporte) e de ações disponíveis ou que impactem os visitantes.
Os dois primeiros seminários foram realizados no mês de novembro, com enfoque na definição dos segmentos estratégicos que serão trabalhados no município, a exemplo do turismo de eventos, de negócios, rural, voltado às crianças e de lazer. Também foi realizada a avaliação dos segmentos conforme análise de infraestrutura, serviços, equipamentos, políticas públicas, sustentabilidade e meio ambiente, considerando elementos do macroambiente e do microambiente.
“Entendemos que Maravilha tem um foco diferenciado, principalmente por possuir o título de Cidade das Crianças, mas no município há poucos produtos voltados a esse público. Isso representa uma oportunidade porque na região Oeste não há lugares que desenvolvam o turismo para o público infantil, consequentemente para suas famílias. Por isso, esse segmento foi definido como um dos eixos principais do planejamento”, realça Silvia ao comentar na promoção de ações envolvendo o comércio, a iniciativa privada e o poder público para atrair as famílias.
Conforme a consultora credenciada ao Sebrae/SC, turismóloga Karla Hall, atualmente Maravilha não trabalha o turismo, por isso a relevância do planejamento que identificará como potencializar esse setor. “Ao falarmos de atrativos consolidados, por exemplo, o município tem quatro áreas industriais gigantes e maravilhosas com empresas que fazem exportação para diversos países. Então, isso é uma oportunidade de desenvolver roteiros como industrial, de visitação ou científico” exemplifica Karla.
De acordo com o secretário de indústria, comércio e turismo, Gelson Rossetto, outro exemplo de atrativo consolidado é o museu Padre Fernando, situado na Avenida Araucária, que possui itens históricos do município e promove exposições itinerantes ao longo do ano. “Em média o museu recebe uma visitação de aproximadamente quatro a sete mil pessoas por ano e nossa intenção é ampliar o número de turistas”, afirma Rossetto ao elencar também o potencial do turismo de negócios, em função das indústrias e dos negócios efetivados na região.

Veja também

Ter boa oratória contribui para o crescimento profissional07/06/19 Possuir uma boa comunicação e habilidade para trabalhar com pessoas são pré-requisitos básicos no mercado de trabalho. Afinal, uma palavra mal colocada, um argumento mal formulado ou a falta de confiança ao defender......

Voltar para (Blog)