Postado em 09 de Abril às 17h29

CNA e Senar lançam Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais do Brasil

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) lançaram o “Programa CNA de Alimentos Artesanais e Tradicionais do Brasil” com o objetivo de estimular a diversificação e agregação de valor aos produtos elaborados pelos pequenos e médios produtores rurais.
Segundo o presidente do Sistema Faesc/Senar e vice-presidente de finanças da CNA José Zeferino Pedrozo, o Estado de Santa Catarina conta, em sua maioria, com pequenas e médias propriedades rurais que tem no produto artesanal mais uma fonte de renda. “Por isso, estimulamos que nossos produtores se cadastrem para que sejam conhecidos assim como seus produtos”, orienta o presidente.
De acordo com o superintendente do Senar/SC Gilmar Antônio Zanluchi, o programa prevê ações de capacitação, assistência técnica e gerencial, consultoria, melhoria do ambiente tributário e regulatório, fomento e aperfeiçoamento da estrutura para comercialização. “Para que isso aconteça, precisamos identificar o os produtores artesanais produzem atualmente para mantê-los informados sobre futuras iniciativas para a promoção de seus negócios”, esclarece.
SAIBA MAIS
Um produto agroalimentar tradicional é um produto transformado cujos métodos de produção, processamento e maturação foram consolidados ao longo do tempo, ou que tem características exclusivas decorrente da interferência do ambiente que são produzidos. Na maioria das vezes o saber para produzi-lo foi transmitido de geração em geração. Exemplos de produtos agroalimentares tradicionais: mel, cachaça, vinho, plantas alimentícias não convencionais.
Um produto agroalimentar artesanal costuma ser produzido em quantidades limitadas, com excelência, pelo próprio produtor rural ou seus funcionários, que detenha o domínio total do processo produtivo, aliando predominantemente o uso de métodos tradicionais e manuais. Exemplos de produtos agroalimentares artesanais: vinho, queijo, embutido, geleia, doce de leite.
“Para atendê-los da melhor forma, precisamos identificar o que cada produtor produz atualmente, por isso é fundamental que se cadastrem”, destaca Pedrozo. O cadastro leva menos de cinco minutos e pode ser feito por meio do link: https://pt.surveymonkey.com/r/CadastroArtesanais
As informações constarão em um banco de dados e os produtores serão informados sobre futuras iniciativas para a promoção de seu negócio. Informações adicionais podem ser acessadas no site da CNA por meio do link: https://www.cnabrasil.org.br/paginas-especiais/alimentos-artesanais-e-tradicionais

Veja também

Celebração do Dia C acontece no dia 6 de julho em Florianópolis06/06 Pelo terceiro ano, cooperativas se unem no Parque de Coqueiros, em Florianópolis, para celebrar o Dia de Cooperar – Dia C. O evento, organizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP/SC), em parceria com a Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (OCESC) e 14 cooperativas, acontece no dia 6 de julho, das 9h às 16h, e engloba......
Inovar é necessário para crescer e se manter competitivo14/06 “Inovar não é mais uma escolha, é fundamental não apenas para sobreviver, mas para crescer. Quanto mais inovadora uma empresa for, mais chance terá de prosperar”. A afirmação é do......

Voltar para (Blog)