Postado em 05 de Junho de 2019 às 17h20

Caminhar faz bem para corpo e mente

Além de aumentar a sensação de bem-estar, a prática diária de caminhada melhora a circulação, ajuda no combate à osteoporose, afasta a depressão, reduz a sonolência, auxilia no emagrecimento, entre outros benefícios. O melhor de tudo é que se trata de uma atividade fácil, que não exige investimentos financeiros e pode ser feita a qualquer hora por pessoas de todas as idades.
A caminhada costuma ser, na maioria das vezes, a primeira atividade física que vem em mente, seja pelo bem-estar físico ou pelo prazer em exercitar em um mesmo ritmo, apreciando a natureza ou o movimento do local. Sua importância para a melhoria da qualidade de vida está comprovada cientificamente e, se associada a outros exercícios físicos e a uma alimentação equilibrada, reduz de forma significativa riscos para a saúde física e mental.
O médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann reforça que por ser de fácil acesso, a atividade pode ser colocada em prática diariamente ou intercalada com outros exercícios com a orientação de um profissional da área. A iniciativa serve como um estímulo para a fixação do cálcio aos ossos, pois o movimento todo o esqueleto faz com que aumente os estímulos elétricos nesses órgãos. Isso facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes, o que minimiza as chances de desenvolver osteoporose. Aliado a isso, o sol tem a capacidade de estimular a vitamina D que também é importante para a fixação de cálcio nos ossos.
Porém, as temperaturas elevadas durante atividades físicas podem causar problemas à saúde, tais como cefaléia, insolação, desidratação e outras complicações. “Por isso, é importante avaliar o horário e também lembrar de usar roupas e calçados adequados. Os bonés protegem a cabeça dos raios solares e ajudam a manter uma temperatura aceitável para o organismo. Tênis confortáveis e apropriados para absorver melhor os impactos também auxiliam na prática saudável do exercício”, justifica Reichmann.
O médico destaca, ainda, a importância do alongamento antes e após a caminhada e, para quem é sedentário e com idade acima de 35 anos, orienta sobre a necessidade de realizar exame médico para verificar como está a saúde e obter orientações sobre a intensidade das caminhadas.
É fundamental ressaltar que conforme pratica-se a atividade física diária, os benefícios surgirão em breve. “Após iniciar uma atividade física, vários hormônios são liberados em grandes quantidades na corrente sanguínea. Alguns desses hormônios são fundamentais para proporcionar sensação de bem-estar. Por isso, as pessoas que sofrem de depressão devem se exercitar regularmente”, finaliza Reichmann

Veja também

Clóvis Spohr é eleito Empresário do Ano 201922/11/19 “A emoção de ser o representante dos empresários é grande. Eu não fui escolhido o melhor empresário do ano, fui nomeado o representante dos melhores empresários de Chapecó e é assim que me sinto: uma pessoa que vai dignificar pelo próximo ano a ACIC, a CDL a qual também represento e o município”. Com essas palavras o......
Faesc apoia MP da regularização fundiária13/12/19 A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) manifestou integral apoio à Medida Provisória (MP) que moderniza as regras para a regularização fundiária. A MP foi assinada,......

Voltar para (Blog)