Postado em 26 de Abril às 16h23

Agronegócio responde por 67% das exportações catarinenses em 2019

Agronegócio amplia sua presença internacional e responde por 67% das exportações catarinenses no primeiro trimestre de 2019. O setor gerou receitas que passam de US$ 1,28 bilhão para Santa Catarina, um crescimento de 7,7% em relação ao mesmo período do último ano.

“O agronegócio catarinense vem mostrando a sua força e crescendo anos após ano. Santa Catarina é hoje referência internacional pela qualidade de seus produtos, pela alta qualificação de seus produtores rurais e pelo cuidado constante com a saúde de seus rebanhos e suas lavouras. Iniciamos o ano com ótimas notícias para o agronegócio catarinense, crescemos em uma taxa maior do que o Brasil nesse primeiro trimestre e a nossa expectativa é de ampliarmos ainda mais nossa presença internacional”, destaca o secretário da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa.

Nos três primeiros meses de 2019, Santa Catarina exportou US$ 1,92 bilhão, uma queda de 2,1% em comparação ao primeiro trimestre de 2018. Na contramão, o agronegócio aumentou suas vendas, com resultados positivos em todos os setores - produtos de origem animal, vegetal e florestal. A agropecuária Catarinense inicia o ano com uma alta de 7,7% nos embarques, desempenho superior ao agronegócio brasileiro que teve um crescimento de 3%.

Exportações de carnes
O setor produtivo de carnes é o carro chefe das exportações catarinenses. Os embarques de proteína animal respondem por 35,5% das vendas internacionais de Santa Catarina e por 53% das exportações do agro. Ao todo, as carnes, leite, ovos e peixes trouxeram ao estado um faturamento de US$ 682,7 milhões - aumento de 8,8% em comparação com o primeiro trimestre de 2018.

O resultado catarinense chama atenção no cenário nacional. Enquanto o estado comemora os bons números, as exportações brasileiras de proteína animal tiveram uma queda de 6,9% no primeiro trimestre de 2019.

O principal produto exportado por Santa Catarina é a carne de frango, que sozinha responde por 22,4% do faturamento estadual. Outro destaque é a carne suína, com 8,2% das exportações catarinenses nesse primeiro trimestre - com a perspectiva de crescimento devido à crise na suinocultura chinesa.

A produção de carnes de qualidade é a marca registrada de Santa Catarina no mercado internacional. O estado é reconhecido pela excelência sanitária de seus rebanhos e pela eficiência de sua defesa agropecuária. Hoje, Santa Catarina têm acesso aos mercados mais exigentes e competitivos do mundo.

Produtos de origem vegetal
A produção vegetal gerou um faturamento total de US$ 257 milhões, um aumento de 12% no primeiro trimestre de 2019.

O complexo soja traz o maior faturamento da produção vegetal, foram mais de US$ 147,4 milhões com 396,3 mil toneladas embarcadas.

Produtos florestais
A produção de madeira e obras de madeira também vem ganhando o mercado internacional. As exportações do setor geraram receitas de US$ 348 milhões para Santa Catarina - incremento de 2,9% nos três primeiros meses desse ano.

Os números foram divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa).

Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
Fone: (48)-3664-4417/(48) 98843-4996

Veja também

Aurora inaugura a segunda Unidade de Disseminação de Genes (UDG) em Chapecó15/04 A Cooperativa Central Aurora Alimentos – terceiro maior grupo industrial de alimentos cárneos do Brasil – inaugura às 11 horas da manhã desta terça-feira (dia 16 de abril) a segunda Unidade de Disseminação de Genes (UDG II) que permitirá ampliar em 67% a produção de sêmen do complexo agroindustrial. Adotando o que há de mais......
A burocracia e a produção15/07 Por José Zeferino Pedrozo - Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc) e do Conselho de Administração do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC)...
Santa Catarina aumenta em 10,6% a produção de peixes de água doce26/08 A piscicultura vem ganhando espaço no meio rural catarinense e o estado é o quinto maior produtor de peixes de água doce do Brasil. A produção de peixes em cultivo se adapta perfeitamente às características das......

Voltar para (Blog)