Postado em 11 de Junho às 17h42

Projeto oportuniza diagnóstico energético em empresas rurais

O projeto para realização do diagnóstico energético feito para verificar a realidade das instalações elétricas, o consumo de energia e as questões de segurança é o primeiro passo da ação que visa incorporar a iniciativa nas propriedades rurais. O plano foi apresentado, na última semana, durante reunião, com a governança do projeto “Encadeamento Produtivo Aurora Alimentos – Sebrae/SC: suínos, aves e leite”, desenvolvido com a parceria de entidades e cooperativas.
O estudo, que é uma novidade no Encadeamento Produtivo, avaliará inicialmente as condições de 250 empresas rurais fornecedoras das cadeias produtivas de suínos, aves e leite, associadas à Cooper A1, Cooperalfa, Auriverde, Caslo, Colacer, Coopervil, Copérdia, Itaipu e Coopercampos. As propostas e serviços incluem ações individuais de fornecimentos de energia para empresas rurais como, por exemplo, visita técnica de levantamento, análise técnica dos dados, visita de retorno e análise das faturas de energia.
O gerente regional Oeste do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani, e a gestora local do projeto, Joselita Tedesco, afirmaram que esta é mais uma inovação do Encadeamento Produtivo que iniciou há duas décadas, na época denominado Programa de Desenvolvimento de Empreendedores Rurais. “Com a concretização da etapa 2017/2019, foi possível economizar recursos e redistribuir de algumas áreas com menos demandas para que pudéssemos discutir um assunto novo que permeava e preocupava as nossas cooperativas e seu maior capital que são as pessoas. Estamos trazendo essa oportunidade de inovar com esse projeto que além de minimizar custos, aperfeiçoará a segurança e otimizará a produção”, completou Parmeggiani.   
O diretor de agropecuária da Aurora Alimentos, Marcos Antonio Zordan, observou que o objetivo é fazer com que a propriedade seja sustentável. “Com nosso apoio e das cooperativas, queremos que as pessoas sejam treinadas e adotem a prevenção como rotina. Nossa intenção, além de diminuir riscos é minimizar o consumo de energia, o que é fundamental para redução de custos e para a sustentabilidade. A exigência vem aumentando cada vez mais e, além de estrutura diferenciada, o comportamento das pessoas com a energia precisa ser diferente”.
Zordan observou, ainda, que a iniciativa é uma oportunidade e precisa ser colocada em prática. “Quando sentirmos, de fato os resultados, podemos pensar em ampliar o programa e aumentar as parcerias. É algo inédito e, com o apoio das cooperativas e demais parceiros, atingiremos nossos objetivos”.
O coordenador dos programas de qualidade na Aurora Alimentos, Joel Pinto, e o assessor de suinocultura da empresa, Sandro Treméa, que coordenou a reunião, também reforçaram a importância deste novo projeto para identificar potenciais oportunidades de redução de consumo de energia elétrica, ampliar a segurança, reduzir custos e, consequentemente, fomentar o desenvolvimento das propriedades rurais.
O engenheiro da Nord Eletric, Aníbal Rosa Vargas, responsável pelo diagnóstico, explicou que as ações incluem análise técnica dos dados das últimas 12 faturas de energia afim de identificar oportunidades de redução do valor como possíveis erros de faturamento, ganhos com alteração da opção tarifária, compatibilidade entre a carga elétrica instalada e o consumo de energia, excesso de consumo devido a fugas de energia, etc.
Também será realizada entrevista com o empresário rural para conhecer seu processo de produção, rotinas de trabalho, tempo de uso de cada equipamento que consome energia elétrica e demais informações que sirvam para identificar potenciais oportunidades de redução de consumo de energia elétrica. Outra ação é o levantamento de características dos equipamentos de iluminação para conhecer ganhos em termos de eficiência no sistema de iluminação, apontando ações que permitam a redução do consumo, aumento da vida útil dos equipamentos e, consequente, diminuição do valor da fatura de energia.
O diagnóstico inclui, ainda, avaliação do sistema de iluminação existente para verificar se é apropriado ao ambiente em que ele está instalado de forma que se alivie os custos devido a reposição de equipamentos por queima e reduza-se o tempo de manutenção. Serão avaliadas as características dos demais equipamentos existentes na área produtiva, a segurança das instalações elétricas com foco para a identificação de riscos das pessoas assim como do patrimônio da empresa rural. “Esta avaliação é fundamental para gerar ações preventivas contra acidentes envolvendo eletricidade”, destacou o engenheiro.
A avaliação da qualidade do fornecimento de energia, dimensionamento da viabilidade do uso de energia também estão em evidência. Por fim, será entregue um relatório às cooperativas, além de cartilha para uso eficiente e seguro da energia elétrica aos produtores rurais.
PARCEIROS DO ENCADEAMENTO PRODUTIVO
O projeto “Encadeamento Produtivo” da Aurora Alimentos e Sebrae é desenvolvido em Santa Catarina com as parcerias do Senar, Sescoop, Sicoob, Fundação Aury Luiz Bodanese, Cooperalfa, Itaipu, Auriverde, Coolacer, Copérdia, Caslo, Cooper A1 e Coopervil. No Rio Grande do Sul, conta com a parceria do Sicredi, Cooperalfa, Cooper A1 e Copérdia. No Paraná, participam a Cooperalfa e Copérdia e, no Mato Grosso do Sul, Coasgo e Coperalfa. O objetivo é contribuir com a melhoria dos índices de produtividade e competitividade, promovendo a inserção de pequenos negócios em cadeias de valor de grandes empresas por meio de relacionamentos cooperativos. 

Veja também

Cooperativa Central Aurora Alimentos08/04 50 ANOS DE FUNDAÇÃO Data de fundação: 15 de abril de 1969. Primeiro presidente: Aury Luiz Bodanese. Posição nacional: terceiro maior conglomerado industrial do setor de carnes. Receita operacional bruta anual: R$ 9,1 bilhões. Número de empregos diretos: 28.149. Número de cooperativas agropecuárias filiadas: 11. Base produtiva no......
Nota de esclarecimento da Aurora Alimentos05/06 A Assessoria de Imprensa da Aurora Alimentos distribuiu hoje nota de esclarecimento sobre a interdição da unidade industrial de Sarandi, cujo teor é o seguinte: NOTA DE ESCLARECIMENTO A Cooperativa Central Aurora Alimentos......

Voltar para (Blog)