Postado em 14 de Maio às 17h31

Programa do Senar/SC qualifica soldados da aeronáutica

Com o objetivo de desenvolver competências empreendedoras e preparar líderes para ações sociais, políticas e econômicas sustentáveis no agronegócio, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), em parceria com a Base Aérea de Florianópolis (BAFL) e o Sindicato Rural de Florianópolis, iniciou o Programa Empreendedor Rural – Soldado Cidadão. Ao todo 21 soldados em serviço militar participam do programa que tem carga horária de 160 horas e é voltado para jovens oriundos do meio rural que desejam empreender no campo.
As aulas ocorrem na base área em Florianópolis. “Ficamos muito honrados em fazer parte dessa parceria com o Sistema Faesc/Senar e a Base Aérea de Florianópolis, levando conhecimento a esses jovens para que mais à frente possam representar nosso Brasil com esse projeto que é de muita importância para todos os envolvidos. Que este programa faça a diferença na vida pessoal e profissional desses jovens que muito tem a contribuir com o desenvolvimento do nosso País”, destaca o presidente do Sindicato, Pedro Cavalheiro de Almeida.
Os prestadores de serviço em instrutoria do Senar/SC Valdir Airton Ramthum e o Ivania Begnini Zingler ministrarão as aulas. Segundo Ivania, o objetivo é capacitar os soldados para que, quando retornem para o mercado de trabalho, estejam aptos a buscar um emprego ou a abrir seus negócios na área rural. “O PER trabalha com três focos: disseminação de conhecimento nas áreas de empreendedorismo, desenvolvimento humano e elaboração do projeto técnico. Mesmo sendo com enfoque no agro este curso pode ser aplicado em qualquer área em decorrência de sua ampla abrangência”.
De acordo com a tenente Juliane Druta da Rosa Silvano, representante local do Projeto na BAFL, o Soldado Cidadão é uma iniciativa do Ministério da Defesa que tem a finalidade de qualificar social e profissionalmente jovens que prestam o serviço militar para o futuro ingresso no mercado de trabalho, através de cursos profissionalizantes.
A coordenadora estadual do programa, Nayana Bittencourt, explica que participam desta turma produtores, filhos de produtores e militares que tem afinidade com o meio rural, e estão realizando o serviço militar temporário, e que posteriormente poderão colocar em prática os conhecimentos adquiridos durante o programa.
 “O participante torna-se apto a atuar na administração de propriedades em regime de economia familiar, contribuindo para o desenvolvimento e expansão da produtividade e rentabilidade”, observa o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi.
O curso terá duração aproximada de cinco meses e será dividido em oito módulos que abordarão: empreendedorismo rural; especificidades do setor agropecuário, propriedade e produtor; planejamento; cadeias produtivas; educação para a cidadania; legislação e administração da empresa rural e projetos. 
O presidente do Sistema Faesc/Senar, José Zeferino Pedrozo, destaca que iniciativa valoriza o empreendedorismo, o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de um projeto de melhoramento, ampliação ou implantação de uma nova atividade rural. 

Veja também

Assistência técnica no campo terá investimento bilionário em 201926/04 O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) José Zeferino Pedrozo comemorou o anúncio feito pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Tereza Cristina com a......

Voltar para (Blog)