Postado em 26 de Março às 14h55

Fique atento às causas mais comuns de dores nos punhos

Lesões, fraturas, torsões, uso repetitivo do punho, artrite, síndrome do túnel do carpo, cisto sinovial e doença de Kienblock. Estas são algumas das possíveis causas de dores nos punhos - região entre a mão e o braço constituída pela articulação radiocárpica e cubitocárpica, ossos do carpo e tecidos moles que os envolvem.
De acordo com o médico ortopedista e traumatologista Joaquim Reichmann em caso de suspeita de fratura após determinado impacto é necessário fazer um raio X e, caso necessário, imobilizar com gesso. “Já quando acontece uma torção, a pessoa não consegue mexer a mão, além de perceber inchaço em um período de até duas horas. Neste caso, o raio X também é essencial para confirmar a gravidade e a necessidade de imobilização”.
Ao falar sobre a tendinite, Reichmann explica que o problema é caracterizado por uma lesão nos tendões que faz com que inflame e provoque dor. A causa são os movimentos repetitivos. Para tratar, a recomendação é evitar atividades repitidas, usar anti-inflamatórios e fazer fisioterapia. 
Provocada também por esforços repetitivos, a síndrome do túnel do carpo gera dor no meio do punho, queimação ou formigamento na palma da mão, polegar ou dedos. Este desconforto costuma piorar quando a pessoa coloca a palma da mão para cima e pressiona a parte do meio do punho, que é a região deste nervo. A evolução da síndrome dificulta manipular estruturas pequenas e executar tarefas simples como segurar uma xícara ou digitar, por exemplo. O tratamento pode ser feito com compressas geladas, munhequeira, anti-inflamatórios e fisioterapia.
Outro problema ocasionado por movimentos repetitivos, porém neste caso, com esforço do polegar é a doença de Quervain. O principal sintoma é dor latejante no punho ao lado do polegar que se estende até a base, piorando com o movimento. Ao obter o diagnóstico é importante evitar movimentos repetitivos e modificar os gestos para reduzir a pressão sobre o punho. O tratamento inclui anti-inflamatórios não esteroides, imobilização do polegar, infiltração com corticosteróide e fisioterapia.
A artrite reumatoide é uma doença inflamatória crônica que gera dor em todo punho, causa inchaço e alterações nos dedos que podem resultar em erosão óssea e deformidade articular. Idosos são os principais alvos do problema e o tratamento é feito com fisioterapia e medicamentos. Ainda não há cura, o tratamento de maneira adequada possibilita uma vida normal ao paciente.
A doença de Kienbock, segundo o médico, surge em função da má vascularização do osso semilunar no punho e atinge qualquer idade, porém, é mais comum entre os 20 e os 40 anos. O tratamento pode ser feito com imobilização, mas também pode haver indicação de cirurgia ou uso de remédios para aliviar os sintomas. 
O cisto sinovial - nódulo firme e cheio de líquido sinovial - geralmente é indolor, porém pode causar compressões de estruturas vizinhas, o que provoca dor, perda de força e/ou sensibilidade na região afetada. As queixas mais frequentes do problema estão relacionadas às questões estéticas. O tratamento depende do tamanho e dos sintomas apresentados e pode ser feito com fisioterapia, acupuntura, cirurgia ou uso de medicações, normalmente corticoide.
A dor no punho é comum e, embora algumas vezes ocorra em função de um mal jeito ou posição ruim ao dormir, a orientação é procurar um médico para avaliar e obter o diagnóstico para iniciar imediatamente o tratamento. 

Veja também

Credioeste participa da Semana do MEI em Chapecó21/05 Os agentes de microcrédito da Credioeste – agência de microcrédito – participam da 11ª Semana do Microempreendedor Individual (MEI), em Chapecó, que segue até o sábado (25). Os profissionais estão presentes nas oficinas orientando sobre os procedimentos para o empréstimo por meio do programa “Juro Zero” e abordarão o......

Voltar para (Blog)