Postado em 22 de Abril às 16h37

Curso promovido pelo Sindicont aborda temas contratuais para departamento pessoal

Mesmo que as empresa e escritórios de contabilidade já tenham um departamento especializado em ações jurídicas e de pessoas é necessário que os funcionários estejam em constante atualização. Para contribuir com o conhecimento dos profissionais que atuam nessa área, o Sindicato dos Contabilistas de Chapecó (Sindicont), promoveu na última semana o curso de Analista de Departamento Pessoal – Nível Avançado, com foco na área trabalhista. O palestrante foi o advogado e especialista em Direito Trabalhista, Andres Jimenez.
A capacitação abordou vários temas importantes, além de assuntos que não fazem parte de cursos habituais sobre departamento pessoal, como contratos específicos e determinados, diferenças entre interrupções e suspensão de contratos. O palestrante explicou que é importante trabalhar com temas contratuais nas empresas para evitar problemas no futuro, como ações jurídicas, contratos mal elaborados ou que possam ser interpretados de maneira equivocada.
O treinamento teve a participação de gestores, administradores, responsáveis pelo departamento de pessoal de empresas, além de estudantes e profissionais do ramo. O momento de troca de informações entre o palestrante e o público foi importante para discutir temas relevantes que são trabalhados nas empresas.
Para a auxiliar de departamento pessoal da Consenso Contabilidade, Fabiane Merlini, ter contato com um especialista na área é uma oportunidade de aprofundar casos mais específicos como as novas modalidades de contratações. “Ouvir a opinião de quem entende mais sobre a área jurídica ajuda no dia a dia”, destaca. Já para a analista de recursos humanos da Contagil, Crissie dos Santos Rodrigues, os temas abordados são importantes e contribuem para a profissionalização e melhor desempenho no trabalho.
Jimenez alertou ainda sobre como evitar maiores problemas jurídicos nas empresas. “É recomendado que em casos mais complicados envolvendo ações jurídicas, a empresa procure uma assessoria especializada na área para analisar e investigar as ações e, assim, proporcionar mais segurança para a empresa e os empregados”.

Veja também

Voltar para (Blog)